S. a 23 de Outubro de 2011 às 16:40
É verdade. E por vezes passamos a valorizar mais aquilo que temos e o que nos rodeia, assim como a relativizar o que sentimos.

Comentar:

De
( )Anónimo- este blog não permite a publicação de comentários anónimos.
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres